LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OZZY EM ENTREVISTA



George Varga, do SignOnSanDiego.com, fez uma entrevista com Ozzy Osbourne. Confira alguns trechos da conversa :

SignOnSanDiego.com: Como você gostaria de ser lembrado, e como você acha que será lembrado?

Ozzy: "Eu gostaria de ser lembrado como o cara que deu às pessoas muitos sorrisos. Eu serei lembrado como o cara que mordeu fora as cabeças de várias criaturas, mas suponho que isso é o que eu devo esperar."

SignOnSanDiego.com: Você chegou perto da morte tantas vezes. Você já se perguntou como, e por quê, conseguiu sobreviver?

Ozzy: "Eu não sei. Sorte, eu suponho, eu não morri e meu número não foi discado. Eu era amigo do (baterista do LED ZEPPELIN) John Bonham. Eu costumava sair para beber com ele e eu não era nem um pouco pior que ele e ele não era nem um pouco pior do que eu. Acontece muito, pessoas morrem todas as noites nesse país, em qualquer país. Não são apenas 'rock 'n' rollers' e rock stars aventureiros, e acontece todo santo dia. É só uma daquelas coisas, onde cada ação tem uma reação. No fim das contas eu só não queria ser mais aquela pessoa."

SignOnSanDiego.com: Dado o seu estilo de vida no passado, é irônico que o mais perto que você tenha chegado de morrer tenha sido em 2003, após ter ficado sóbrio e limpo, quando bateu dirigindo seu quadriciclo na sua mansão de campo na Inglaterra.

Ozzy: "Isso é meio interessante, porque eu fiz algumas das coisas mais loucas que você poderia imaginar. Aí eu subo numa moto para [uma cena na série da MTV] 'The Osbournes' e, a próxima coisa que você sabe, eu quebrei o pulmão e perfurei o coração, que parou duas vezes no caminho para o hospital. Para mim, ter sobrevivido àquilo foi um pouco mais do que sorte, embora eu não esteja dizendo o que foi. Sou muito sortudo. Mas o jeito que eu provavelmente morrerei vai ser caindo de um degrau numa porta."


Entrevista a Scott Simon, apresentador da "Weekend Edition"

Sobre os incidentes com o pombo e o morcego:

"Já deixei isso tudo para trás. É só uma daquelas coisas pelas quais as pessoas vão se lembrar de mim. Sim, eu mordi mesmo a cabeça de um pombo. Sim, eu mordi a cabeça de um morcego. É uma coisa estúpida para se fazer, mas eu fiz".

Sobre como os Beatles mudaram sua vida:

"Quando eu ouvi os Beatles, eu disse: 'É isso. É isso que eu quero ser. Eu quero ser um Beatles.'. Eu comprei o terno dos Beatles, a peruca dos Beatles, as fotos dos Beatles - qualquer coisa com eles. Conhecer Paul McCartney foi uma das maiores experiências da minha vida. Foi fenomenal".

Um comentário:

amplitudesonora.net disse...

veio muito louco as materias eu li todas...rsrsrs tb sou um fanatico pelo homem morcego...o cara esta velhinho mais é um icone do heavy metal, a primeira banda dele eu ja ouvi um son polka tulk na casa de um tiuzinho das antigas era um son nadahaver com sabba.

adicionei este tb blz. abç.