LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OZZY OSBOURNE Trunê em família


Ao longo de 10 episódios, viaja com Ozzy, juntamente com o seu filho mais velho, Jack Osbourne, por destinos historicamente importantes como: Stonehenge, Mount Rushmore, Roswell, Sun Studios, entre outros destinos.

Pelo que  os conta o Canal História, Ozzy é um amante de história mas com uma vida dedicada à carreira musical, teve sempre dificuldades em gerir o seu tempo para estar com a família ou para visitar pontos históricos que outrora sonhou tomar contacto.

John Michael Osbourne, aka “Ozzy”, “Príncipe das Trevas”, “Madman” ou “Pai do Heavy Metal” é considerado um Deus deste estilo musical. Vocalista dos Black Sabbath passou grande parte da sua vida em digressão, nomeadamente durante a juventude do filho mais velho, Jack.

Agora, com mais tempo livre, Ozzy conseguiu «finalmente equilibrar a vida pessoal e familiar com a profissional, e juntou-se ao filho Jack para fazerem as viagens que nunca tiveram oportunidade de fazer».

Fervorosos adeptos do canal HISTÓRIA, Ozzy e Jack elaboram uma lista de alguns destinos icónicos e historicamente importantes incluindo, o Monte Rushmore, Stonehenge, Alamo, Roswell, Sun Studios, entre outros. A partir de sábado, 3 de dezembro, pelas 22h, assista no canal HISTÓRIA à estreia de OSBOURNE, DE TURNÉ EM FAMÍLIA. Ambos terão que saber lidar com as diferentes personalidades e preferências turísticas de cada um. Conseguirão entender-se?

Desde uma visita a um centro de mísseis nucleares da época da Guerra Fria, a uma visita ao Monumento Nacional de Petróglifos e a um Museu de OVNIs, até a um local onde puderam conduzir um tanque da Segunda Guerra Mundial, Ozzy e Jack viram e sentiram a história.




PROGRAMAÇÃO DEZEMBRO

O PRÍNCIPE DAS TREVAS | Sábado 3, 22h
A lista de desejos a realizar de Ozzy e de Jack colidem, quando pai e filho viajam para o Reino Unido. Embora ambos queiram visitar Stonehenge, a mítica estrutura da tradição druida, o resto do itinerário está aberto a discussão, e tanto Ozzy como Jack querem levar a sua avante. Conseguirá Ozzy ter acesso à famosa máquina descodificadora nazi de Alan Turing? Será que Jack consegue convencer o pai a ir visitar as recém-encontradas ruínas de um monumento neolítico conhecido como “Superhenge”? E será que Ozzy deixará Jack lutar para realizar o sonho de ver o pai ser armado Cavaleiro?

À VONTADE DO PAI | Sábado 3, 22h45
Ozzy e Jack estão de viagem para o Mt. Rushmore. Jack quer ver este monumento histórico bem de perto, sobrevoando-o de helicóptero, mas Ozzy nem quer ouvir falar nisso. Por isso, os dois decidem resolver a contenda à velha moda do Oeste: com um duelo! A caminho de Rushmore, pai e filho procuram ouro, visitam um centro de mísseis nucleares Minuteman, fazem um desvio por Deadwood para visitar o túmulo de Wild Bill Hickok e têm um frente a frente com Crazy Horse.

LEMBRAM-SE DE ALAMO? | Sábado 10, 22h
Em 1982, algo aconteceu em Alamo que se tornou instantaneamente numa tradição do Rock & Roll e um grande ponto de interrogação na história da família Osbourne. Quase 35 anos depois, Jack e o pai voltam ao “local do crime” (contra a vontade de Ozzy e depois de muitos avisos) numa tentativa para descobrir a verdade e, com sorte, reescrever a História. Pelo caminho, os dois fazem dois desvios, incluindo uma visita ao Centro Espacial Johnson da NASA, onde fazem um test-drive ao novo Mars Rover, e uma paragem no Museu da História Fúnebre.

OZZY “VOADOR NÃO IDENTIFICADO” | Sábado 10, 22h45
Ozzy e Jack preparam a mochila e viajam até à terra de todas as coisas extraterrestres: Roswell, no Novo México. Enquanto Jack é um verdadeiro crente no que toca a OVNIs e adora acampar, Ozzy é um cético e odeia a vida ao ar livre, quando está um frio de rachar. Mas Jack tem a certeza de que a experiência aprofundará ainda mais a ligação entre pai e filho. Nos planos dele, constam uma visita ao Monumento Nacional de Petróglifos, a um Museu de OVNIs e ao famoso local de Roswell, onde caiu supostamente um OVNI.

OS ÚLTIMOS DOIS SAMURAIS | Sábado 17, 22h
Como Ozzy vai dar um concerto no Japão, pai e filho partem numa aventura histórica japonesa. Motivados pela obsessão de Ozzy pelas espadas dos samurais, pai e filho vão à procura de um mestre samurai. Pelo caminho, Ozzy e Jack são presenteados com um raro convite de um mestre da arte, Isao Machii, para tentarem forjar uma kitana. A seguir, Jack quer fazer uma tatuagem Tebori com um lendário tatuador desta forma de arte ancestral, mas será que consegue convencer o pai a passar quatro horas, a ser picado com uma ponta aguçada, num ritual que marcaria esta união de pai e filho?

HOMENS DE FERRO | Sábado 17, 22h45
É o aniversário de Ozzy e Jack preparou-lhe uma grande surpresa. O único problema é que Ozzy odeia surpresas, por isso, Jack está a puxar todos os cordelinhos para organizar a viagem perfeita para o Príncipe das Trevas. Nos planos: extravagâncias médicas, uma penitenciária, uma fábrica de chocolate e uma viagem a 70 metros de profundidade, onde Jack revelará a sua maior surpresa: uma relíquia do passado de Ozzy.

CUBA OU APANHADOS | Sábado 24, 22h
Durante mais de 50 anos, Cuba esteve inacessível aos viajantes provenientes da América, mas agora, a abertura das fronteiras, Jack e Ozzy estão a caminho do país da revolução e da agitação da Guerra Fria para conhecer parte da História que tem permanecido escondida. Desde as frotas de carros americanos dos anos 50 a armamento da Guerra Fria, desde a casa de Ernest Hemmingway ao palácio presidencial, há muito para ver nesta viagem… Mas Jack só vai ficar satisfeito quando conseguir convencer o pai a ajudá-lo a levar “um pouco de Cuba” na mala.

OS OUSBOURNE EM WASHINGTON | Sábado 24, 22h45
Ozzy concorda em visitar uma das cidades preferidas de Jack, desde que consigam visitar a Casa Branca. Por isso, enquanto Jack trata das autorizações para visitar 1600 Pennsylvania Avenue, ele e o pai fazem vários desvios. No itinerário, uma visita às instalações de treino do FBI em Quântico, um parque pouco conhecido onde estão os bustos dos Presidentes dos EUA, uma lenda local que se autointitula Little Ozzy e a residência onde os ídolos de Ozzy – The Beatles – festejaram depois do primeiro concerto deles na América.

TAL ANTEPASSADOS TAL GERAÇÃO ATUAL | Sábado 31, 22h
Ozzy e Jack aventuram-se até à histórica Jamestown, na Virgínia. Jack está decidido a descobrir se algum Osbourne estava entre os primeiros colonos britânicos da América, mas Ozzy está obcecado com a ideia dos primeiros colonos (e potencialmente os seus parentes mais afastados) terem sido obrigados a recorrer ao canibalismo. A caminho de Jamestown, os rapazes fazem alguns desvios para poderem conduzir um tanque da Segunda Guerra Mundial, visitar o Stonewall Jackson’s Arm e abrir caminho à força por Williamsburg colonial.

OBRA DO DIABO | Sábado 31, 22h45
Ozzy e Jack chegam ao berço do Rock & Roll: Memphis, no Tennessee. Enquanto Ozzy está entusiasmado por ver os históricos Sun Studios, Jack quer levar o pai até um local mais famoso: um sítio onde, segundo reza a lenda, o Diabo fez um acordo que mudou decididamente o curso da história da música. Além disso, um presente especial de um lendário fabricante de instrumentos leva Ozzy a dar asas à sua própria magia musical.

http://canalhistoria.pt/

BLACK SABBATH em Curitiba - Brasil


Rapido, pesado e certeiro. O Black Sabbath conseguiu sair de cena ainda em grande forma. A banda celebrou seus melhores dias do começo dos anos 70 quando, sem saber, mudou o rumo do rock. Toda a derivação brutal e extrema do rock nasceu com o Black Sabbath, que se despede de seu público de um jeito muito decente. O fim da maior banda do metal foi uma das noites históricas que a cidade headbangers tem experimentado com a volta da Pedreira Paulo Leminski.

Ozzy Osbourne, o baixista Geezer Butler e o guitarrista Tony Iommi tocaram ao lado do baterista Tommy Clufetos, músico da banda de Ozzy que está com o Sabbath desde 2012, que substituiu Bill Ward.

Às 21 horas, Ozzy, o príncipe das Trevas, perguntou: “como estão vocês?”. Então se ouviu o som mais pesado que já existiu, o riff sinistro de Black Sabbath. Ozzy, vestido com um sobretudo preto, era a assombração que todo mundo ama e deu sua risada demoníaca.

A banda se vestiu e se comportou como se tivessem em 1972. Além das roupas, os músicos estavam com os crucifixos dos primeiros dias. A comunicação visual e os efeitos dos telões eram setentistas. Até o repertório era todo dos quatro primeiros álbuns. Black Sabbath celebrou seu passado sombrio. Só o jovem baterista Tommy – muito bom – e os monitores, nos quais Ozzy lia as letras, destoavam.

A pedreira não estava abarrotada como no show do Guns N’ Roses, mas estava cheia. O público também tinha outro perfil, mais velho e predominantemente masculino. No palco, a banda pouco se mexeu, mas executou cada nota a perfeição. Os fãs foram assistir à banda Sabbath dos primeiros discos e ele esteve lá.

O céu cinza e carregado da capital lembrava o de Aston, a pequena cidade onde a banda se formou em 1968. O frio também. Após o show de Curitiba, serão mais dez até o show final em Birmingham no começo de fevereiro do ano que vem. A descoberta de um linfoma (espécie de câncer) no organismo do guitarrista Iommi fez a banda decidir que vai encerrar as atividades.

A tragédia na Colômbia também não foi esquecida. Algumas camisas da Chapecoense se destacaram na multidão uniformizada de preto. O show teve aproximadamente 1h30 de duração.

Texto publicado em http://www.tribunapr.com.br/



Tudo o que você não sabia sobre Ozzy Osbourne


O Black Sabbath se apresenta na Pedreira Paulo Leminski na quarta-feira (30) como parte da turnê The End, que promete ser a última da banda britânica, pilar do heavy metal e se encerra em 2017 em Birmingham, cidade natal dos fundadores (apenas o baterista Bill Ward ficou de fora). Esta não é a primeira vez que o vocalista Ozzy Osbourne faz parte de planos de ‘aposentadoria’.

Em 1992, Ozzy recebeu Ward, Geezer Butler e Tony Iommi como convidados para o que seria o último show de sua carreira solo. Dizia que era momento de ficar com a família, mas o reencontro foi um sucesso tão grande que cogitou-se pela primeira vez a reunião. Os contratos foram preparados. O álbum, idealizado. Mas Ozzy deu desistiu no último minuto. Nada surpreendente para o malucão Ozzy, que na época tinha 43 anos e vivia os louros do bem-sucedido álbum “No More Tears”.

Veja mais histórias como essa abaixo:

Bullying

Ozzy era alvo de bullying dos colegas do matadouro em que trabalhou em Birminghan, nos anos 1960, depois de ser encanador e afinador de buzinas de carros. A gota d’água da fase do abatedouro foi quando um grupo o jogou em uma banheira cheia de vísceras de animais. Ele pediu demissão em seguida.

Pobres bichinhos

Sangue de animais fizeram parte de sua estrada na música em momentos antológicos sobre o palco e em negociações com gravadoras. Em 1982, em Iowa, ocorreu o famoso episódio em que ele mordeu um morcego depois que um fã atirou o animal no palco. Ele acreditava que era um brinquedo e amargou semanas de tratamentos antirrábicos após o ocorrido. Também arrancou a dentadas a cabeça de uma pomba durante reunião com a CBS. Completamente bêbado, cuspiu depois um pedaço da ave no colo da secretária do diretor da gravadora.

Adeus, galinheiro

Antes disso, quando ainda era casado com Thelma Mayfar, a relação com aves em geral já era difícil. A família mantinha, para desgosto de Ozzy, um galinheiro gigante em Birmingham. Certo dia, farto dos pedidos da mulher para que alimentasse os animais, Ozzy saiu de casa com uma espingarda e matou todos. Para completar, ateou fogo na granja.

Formigas alucinógenas

O Mötley Crue, banda que abriu os shows de uma turnê no meio dos anos 1980, juram que viram Ozzy cheirando formigas com a ajuda de canudo.

Era apenas geleia!

Apesar da fama de mordedor de animais, o líquido vermelho que sai da boca de Ozzy na capa do disco “Speak of the Devil” (1982) é geleia de framboesa. Algumas lojas cobriram a foto e Ozzy, furioso, ameaçou recolher os discos dos estabelecimentos que faziam isso.

Muita carne ou legumes grelhados?

Ironicamente, desde 2011 ele tem flertado com a dieta vegana. A primeira experiência não foi longa. “Eu tentei, mas não durou mais do que uma semana ou duas. Estou comendo mais carne do que nunca”, disse ao site Rip It Up em 2013. No ano seguinte, ele explicou que fazia um tempo em que só comia legumes grelhados. Não se sabe o que vai em seu prato atualmente, já que ele mesmo diz ter fases alimentares. (O reality show “The Osbournes” flagrou seu caso de amor com a comida mexicana).

Seu DNA realmente é diferenciado

Em 2010, Ozzy teve o DNA mapeado, em um estudo apresentado na conferência TEDMED, em San Diego, na Califórnia. A conclusão do Genoma Completo do cantor apontou que ele realmente tem um gene que permite com que metabolize substâncias que outras pessoas jamais conseguiriam. Isso explicaria em parte ele ainda estar vivo após tantos anos de dependência química.

De pai para filha

Antes de ser a Senhora Osbourne, Sharon foi sua empresária por anos. Ela ocupou o lugar do pai, Don Arden, que havia desistido de gerenciar a carreira do roqueiro problema. No dia do casamento, ele desmaiou de bêbado em um corredor do hotel em que passavam a noite de núpcias. Sharon desempenhou então o papel que mais tarde ficaria claro no reality show “The Osbournes”, da MTV. Resgatou o marido, espetando-lhe com um garfo.

Mais de um ano separados

Sharon e Ozzy já ficaram separados por mais de um ano depois que ele tentou estrangular a mulher. Ele acordou na cadeia, sem se lembrar o que tinha acontecido e ela só o aceitou de volta depois que ele ficou um bom tempo em reabilitação.

Texas hostil

Ozzy foi preso no Texas após ser pego urinando no forte Álamo, um dos monumentos mais emblemáticos de lá e até hoje não é bem-vindo ao estado sulista.

Ele envergonhou George W. Bush

George W. Bush, presidente americano na época em que “The Osbournes” ia ao ar, convidou Ozzy para um jantar na Casa Branca. Após entornar muitas garrafas de vinho, gritou “Yeeeeeaaahhhhhhh!” quando o cerimonial falou seu nome. Bush teria dito que o convite foi um erro.

‘Precavido’

Já disse dormir com uma baioneta sob a cama

Família boa de negócio

Em 2002, quando renovou o contrato com a MTV para mais temporadas do reality show de sua família, conseguiu US$ 20 milhões.

Acidentes

Ele se machucou seriamente quando caiu de quadriciclo em sua casa na Inglaterra em 2003. Quebrou seis costelas, uma vértebra do pescoço e a clavícula.

“Quem diabos é Bieber?”

O vocalista não faz distinção de parcerias. Ele já cantou com Madonna, Jessica Simpson e até com a porquinha Miss Piggy, dos Muppets, em uma versão para o clássico “Born to Be Wild”. Também já fez comercial com Justin Bieber, após a frase clássica: “Quem diabos é Bieber?”, que exprimia a questão de muitos tuiteiros acima dos 18 anos naquela época.

Matéria: http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/musica/tudo-o-que-voce-nao-sabia-sobre-ozzy-osbourne-que-volta-a-curitiba-nesta-quarta-es109cyay6iu2snn03jg3vz6j